Porto Alegre - Terça-feira, 18 de Junho de 2019
1 Usuário On-Line
Bicho de Rua

O significado de Vira-Lata

Quem nunca ouviu a expressão "vira-lata" que atire a primeira tampa!

Envie por e-mail.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:

Envie para um amigo.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:


Digite o nome do seu amigo:
 
Digite o e-mail do seu amigo:

Quem nunca ouviu a expressão

Quem nunca ouviu a expressão "vira-lata" que atire a primeira tampa!

É um termo antigo, bastante comum, para designar animais de rua, sem raça definida, aqueles que mexiam nas latas de lixo em busca de comida e corriam em disparada quando, ao caírem as tampas, assustavam-se com aquele barulhão. Os tempos mudaram, hoje em dia nem usamos mais latas de lixo, mas o termo continua sendo usado e os vira-latas continuam a existir. Sempre espertos, ágeis, carinhosos. Grandes conhecedores da ginga das ruas!
Analisando a expressão "vira-lata", encontraremos dois principais focos de entendimento: um, como caracterização do abandono, do andar sem rumo e sem destino; e outro, como sinônimo de mistura de raças. Há também quem entenda que o termo vira-lata precisa dos dois quesitos - abandono e mistura racial - para ser completo.

Ao longo do tempo, infelizmente, foi agregado à palavra vira-lata mais um significado que distanciou-a do foco original. Não é surpresa vermos o termo sendo usado para designar algo ou um ser inferior, desqualificado, de pouca importância ou menor valor. Em meu vocabulário essa definição não existe e a expressão jamais será usada em tom de ironia ou desprezo.

Vira-lata, na minha concepção, essencialmente é a mistura de raças. Assim, definindo este termo pela diversidade racial, posso afirmar: eu sou vira-lata!

Como brasileira, filha de um país jovem que recebeu imigrantes de quase todos os continentes, que hoje tem uma nacionalidade, uma gente bonita, exótica e cheia de energia, uma de nossas características mais marcantes é justamente a diferença de padrões étnicos que nos originou. Sim, somos o somatório de diversas raças, que nos conferiram qualidades e habilidades. Somos, então, vira-latas!

A beleza da brasilidade é única! E assim é também a beleza dos animais vira-latas!

Nascidos de tantos e tantos cruzamentos, fortes para sobreviver a todas as dificuldades da vida, e extremamente amigos. A grande variedade de raças que compõe seu genótipo lhes garante uma beleza ímpar, ou você já viu dois vira-latas iguais? Animais de uma raça definida, quanto mais puros forem, menos diferenças de fenótipo apresentarão, enquanto que os animais sem raça definida possuem uma infinita diversidade em sua aparência justamente pela miscigenação que lhes deu origem. Rendo minhas homenagens às duas categorias, sem distinção.

Moral da História? Ame os animais, não importando a raça, o pêlo, a cor, o tamanho. Ame sem preconceito e sempre que usar a expressão vira-lata, use-a com orgulho e respeito pois, provavelmente, sob a luz de um determinado entendimento, se essa designação serve para mim, também poderá servir para você!


Marcia Scarparo Simch Cirurgiã-dentista
Diretora de Marketing do Projeto Bicho de Rua

 

Tweetar