Porto Alegre - Sábado, 07 de Dezembro de 2019
1 Usuário On-Line
Bicho de Rua

Animais de rodeio recebem apoio da justiça paulista

A justiça de SP proibiu uso de equipamentos que causem dor ou inquietação aos animais na Festa do Peão de Descalvado.

Envie por e-mail.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:

Envie para um amigo.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:


Digite o nome do seu amigo:
 
Digite o e-mail do seu amigo:

A justiça de SP proibiu uso de equipamentos que causem dor ou inquietação aos animais na Festa do Peão de Descalvado.

Uma decisão do Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo proibiu a utilização de qualquer equipamento que cause dor ou inquietação aos animais na Festa do Peão de Descalvado. Segundo os organizadores, sem os acessórios, os animais não pulam, por isso as provas foram canceladas.

O TJ manteve uma liminar da 1ª Vara Cível da cidade com a proibição. A ação foi proposta pelo Ministério Público e, entre os argumentos da promotoria, está que os rodeios prejudicam a educação ambiental já que vinculam o sofrimento dos animais com a diversão.

O veterinário responsável pela festa, Paulo Campos, explica que o equipamento não machuca o animal. “No Brasil, é feita uma roseta lisa e o material não causa dor e nem ferimento”, destacou.

O empresário Cosme Camilo é dono da companhia de rodeio contratada para fornecer os touros. Com a decisão, o serviço de sua empresa foi cancelado. “Já rodamos o Brasil inteiro e eu nunca vi uma situação dessas”, afirmou.

A organização pretende recorrer mais uma vez para garantir o rodeio nas próximas edições do evento. O secretário de Esportes e Turismo da cidade, Paulo Saggiorato, afirmou que nesta edição o rodeio será substituído por outras atrações. “Nós estamos trazendo outras modalidades de rodeio, demonstração de cão de pastoreio, adestramento de cavalos e também um show com motociclistas”, afirmou.

A população está dividida com relação à realização do rodeio, mas a maioria das pessoas entrevistadas pela equipe da EPTV é favorável à decisão. “Eu achei a decisão boa, porque eu não gosto e acho que os animais sofrem”, afirmou a empregada doméstica Márcia Moraes.

“A gente tem que ver as duas partes. A parte da diversão e a parte do animal”, destacou o mecânico de manutenção Luiz Carlos da Silva.

Em São Carlos, a prefeitura também não liberou a realização de rodeios por recomendação do Ministério Público do Estado de São Paulo.

O RODEIO NÃO FEZ FALTA

Segundo o site da Prefeitura de Descalvado, as provas do rodeio não fizeram falta. Foram cinco dias de muita música, paz e festa. O público compareceu em massa, lotando as arquibancadas e vibrando com as atrações variadas, mesmo com a chuva, que caiu no primeiro dia, e com o frio intenso.

Passaram pelas catracas 24.738 pessoas e quase duas toneladas de alimentos não perecíveis, que foram entregues ao Fundo Social de Solidariedade do município, presidido pela primeira-dama Jose Panone.

Pelo palco passaram as duplas sertanejas Fernando e Sorocaba, Milionário e José Rico, Guilherme e Santiago, Zezé di Camargo e Luciano, e Cesar e Paulinho. Todos eles teceram elogios ao prefeito Luís Antonio Panone, pela estrutura montada e pela oportunidade de se apresentarem em Descalvado.

Pode se dizer que o Descalvado Rodeio Show foi um marco na história da cidade. Pela primeira vez o público pode apreciar as atrações abrigado em arquibancadas cobertas. Nem mesmo a ausência das provas de montaria – que foram proibidas por determinação da justiça – tiraram o brilho da festa, já que atrações como Gene Fireball e as apresentações de apartação e prova do tambor empolgaram o público presente.

No primeiro dia, com a arena, arquibancada e camarotes lotados, os descalvadenses puderam apreciar o show da dupla Fernando e Sorocaba. Na quinta-feira, foi a vez de Milionário e José Rico. Posteriormente, Guilherme e Santiago. No sábado, considerado por muitos o melhor dia, apresentaram-se Zezé di Camargo e Luciano. Por fim, os cantores Cesar e Paulinho encerraram o evento.

Outra novidade neste ano foi a participação da Cavalaria Antoniana, que contou com mais de mil cavaleiros de diversas cidades da região. A procissão começou no recinto e percorreu as ruas da cidade, atraindo um grande número de espectadores.

Os alunos do 7º semestre de Engenharia Ambiental, da Unicastelo, fizeram a coleta do lixo reciclável, entregaram panfletos abordando a conscientização ambiental e entrevistaram o público, visando conhecer aspectos da coleta seletiva no município.

 


Link Relacionado:

www.mp.rs.gov.br/ambiente/noticias

Tweetar