Porto Alegre - Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2018
1 Usuário On-Line
Bicho de Rua

Estados americanos defendem caça em áreas fechadas

Utilizar a lei para permitir que áreas de reserva sejam usadas para a caça esportiva é crueldade consentida.

Envie por e-mail.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:

Envie para um amigo.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:


Digite o nome do seu amigo:
 
Digite o e-mail do seu amigo:

Utilizar a lei para permitir que áreas de reserva sejam usadas para a caça esportiva é crueldade consentida.

Legisladores em Indiana, nos Estados Unidos, estão considerando uma proposta para legalizar uma série de áreas silvestres chamadas “áreas preservadas”. Porém, estas não são áreas nas quais os animais ficariam protegidos dos humanos e, sim, regiões fechadas onde caçadores pagam milhares de dólares para atirar em animais que estarão dentro delas.

Trata-se, portanto, de manter animais domesticados ou quase mansos presos em uma área cercada onde caçadores podem atirar neles como se fosse um esporte.

O Departamento de Recursos Naturais de Indiana (DNR) decretou, em 2005, que esta caça em áreas fechadas é ilegal, mas os proprietários de cinco reservas ganharam uma liminar naquele mesmo ano que lhes permitiu continuar operando e mantendo as áreas privativas de caças para veados, faisões e outros animais selvagens. As informações são da Care2.

Uma lei do senado, apresentada pelo Dep. Matt Ubelhor, iria proibir a abertura de outras áreas de reserva para caça, mas tornaria o procedimento legal para os que já operam nas áreas existentes.

Os defensores da lei argumentam que a legislação é necessária para resolver o processo que já é debatido há 8 anos e os proprietários das terras estão argumentando que eles precisam proteger as centenas de milhares de dólares que investiram nestas áreas com a aprovação do Estado.

Este tipo de caça foi proibida em vários estados, enquanto muitos continuam confusos sobre por que alguém iria querer participar deste tipo de caça que chamam de ”enlatada”.

A posição da ANDA, emitida em nota da redação, é de que o combate à caça "enlatada" deve se pautar primeiramente na questão da senciência e consciência desses animais, que são sujeitos de direitos como nós, algo cada vez mais comprovado pela ciência e perfeitamente visível e perceptível. Além do mais, donos de propriedades privadas não podem ter práticas como essa legalizada simplesmente porque adquiriram as terras.

 


Link Relacionado:

http://www.anda.jor.br/02/04/2013/estados-americanos-defendem-caca-areas-fechadas

Tweetar