Porto Alegre - Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2018
1 Usuário On-Line
Bicho de Rua

Como Evitar que seu Bicho de Estimação Fuja ou se Perca

• Para a maior segurança do animal, recomenda-se o uso de uma coleira e placa de identificação contendo nome e telefone do responsável para um eventual contato. Dessa forma, caso o cão ou gato se perca, aumentam as chances de ser encontrado.

• Os cães devem sair sempre com coleira e guia, acompanhados de uma pessoa capaz de controlá-los, ou seja, adultos.

• Os gatos, por serem mais sensíveis e assustados diante de mudanças de ambiente, devem sair sempre em caixas especiais para transporte.

• Muitas pessoas têm o hábito de soltar seus cães para que possam passear sozinhos, acreditando que sempre saberão o caminho de volta. Porém, esquecem que as cidades não são mais calmas como antigamente, o trânsito está mais intenso e os ruídos também. Nessas situações o animal pode se estressar e perder o sentido de direção. Às vezes, não nos damos conta de que nosso cão envelheceu, não enxerga e não escuta como antes, também podendo perder o caminho de casa.

• Os cães ficam apavorados com estampidos, rojões, raios e trovões. Em épocas de festas ou durante uma tempestade, leve seu animal para dentro de casa ou para um local em que ele se sinta abrigado e seguro e, se possível, fique por perto para evitar que ele fuja ou se machuque na tentativa de se proteger.

• Se você tem um cão ou gato machos, não esterilizados, não esqueça de ficar atento às tentativas de fuga quando alguma fêmea da redondeza estiver no cio. O cheiro, que nós humanos não sentimos, chega aos "focinhos" com rapidez e de uma distância que não acreditaríamos. Pense seriamente na esterilização, afinal somos responsáveis pelas crias que nossos animais tiverem.

• Se você está adotando um cão ou um gato, não esqueça de acostumá-lo ao novo lar, assim como se estiver mudando de residência.

• Nos lares em que habitam muitas pessoas, o trânsito de entradas e saídas é grande, podendo ocorrer esquecimento na hora de fechar a porta ou o portão. Num desses descuidos o seu animal pode sair e depois não saber voltar. Cuidado com esse tipo de distração.

• No caso dos gatos, cuidado com as janelas e outras aberturas. Coloque redes de proteção para evitar acidentes ou fugas.

Achei um animal perdido, o que devo fazer?

• Se você encontrou um animal que pareça estar perdido, observe se ele apresenta alguma identificação, marca peculiar ou tatuagem que indique ou ajude a localizar os seus responsáveis.

• No caso de cães, você pode passear pela redondeza para ver se o animal consegue identificar o caminho de volta. Pergunte às pessoas que moram nesses locais se conhecem o animal.

• Fique atento a cartazes, mensagens em jornais, rádios e sites sobre o desaparecimento de algum animal que tenha as descrições parecidas às do encontrado.

• Espalhe cartazes em ambientes de grande circulação de pessoas como: padarias, farmácias e outros estabelecimentos das redondezas, informando ter encontrado um animal perdido. No cartaz, se possível, coloque a foto do animal e algum e-mail ou fone para contato.

Tweetar