Porto Alegre - Domingo, 26 de Maio de 2019
1 Usuário On-Line
Bicho de Rua

Beatriz Langlois, veterinária de profissão. Protetora de coração.

O amor pelos animais começou cedo, aos 8 anos, quando resgatou seu primeiro cachorro, todo sarnentinho. Para a mãe não descobrir, o cãozinho ficou escondido embaixo da cama por vários dias.

Envie por e-mail.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:

Envie para um amigo.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:


Digite o nome do seu amigo:
 
Digite o e-mail do seu amigo:

O amor pelos animais começou cedo, aos 8 anos, quando resgatou seu primeiro cachorro, todo sarnentinho. Para a mãe não descobrir, o cãozinho ficou escondido embaixo da cama por vários dias.
Os animais definiram não apenas sua infância, mas também a vida adulta da Protetora Beatriz. E foi assim que a menina tornou-se médica veterinária. Nas palavras da Beatriz "sou apaixonada por animais e foi isto que me levou a estudar veterinária e atuar na proteção. Não sou capaz de imaginar a minha vida sem bichos. Tenho certeza de que eu nasci para isto."

A PROTEÇÃO ANIMAL
Sua atuação regular como Protetora começou na década de 80, ainda durante o curso de veterinária na UFRGS. De lá para cá resgatou e encaminhou para novos lares milhares de animais. Só através do site do Bicho de Rua temos o registro de cerca de 700 animais adotados desde abril de 2009. É a protetora com maior registro de adoções em nosso sistema desde o lançamento do site atual, em fevereiro de 2009.



NO DIA A DIA
Proteger os animais ainda é uma opção que causa estranhamento, por isso o apoio de quem nos rodeia é tão importante. Diz Beatriz "meus apoios constantes são os colegas da proteção, os veterinários, os adotantes queridos que se transformaram em amigos, alguns colaboradores. Antes de todos está o meu marido e companheiro de jornada, que sempre está ao meu lado, apoiando e respeitandos esta escolha.

UM FINAL FELIZ
Todas as Protetoras tem inúmeras histórias de resgate, mas algumas tocam de forma especial o nosso coração. No caso da Beatriz foi o resgate da Violeta, que ela nos conta emocionada:

"Eu vinha dirigindo por uma avenida da zona sul de Porto Alegre, quando atravessou na minha frente um cachorro. Ele caminhava muito devagar e eu tive que frear quase em cima dele.

Era uma cadelinha velha. Ela estava desorientada e parecia nem notar a presença do carro e o perigo que corria.



Deixei o carro no meio da rua e desci. Logo vi que ela estava com uma enorme mordida no rosto. Meu coração apertou de pena e decidi que a levaria comigo.

Nisso apareceu um ônibus na rua. Assustada fiz sinal para que ele parasse e esperasse. O motorista sorriu com cumplicidade e calmamente esperou até eu conseguir pegar e acomodar a cachorrinha.

Essa menina se chama Violeta, vive comigo até hoje e é um dos meus grandes amores."

COMO AJUDAR
O trabalho de proteção da Dra. Beatriz tem um custo mensal médio de dois mil reais, gastos com medicamentos, hospedagem, castrações e ração. Só em alimentação o consumo mensal é de 600kg. Exitem duas formas de ajudar:

Ajuda financeira
Bradesco ag 2964 conta 5683-9
Banrisul ag 0016 conta 39851203-02

Compra de ração e medicamentos
Agropecuária Tozatti
Estrada da Serraria 1247,
Porto Alegre-fone 51-3247-2023

IMPORTANTE: após qualquer ajuda escreva para belang@terra.com.br ou ligue para (51) 9969.3441 comunicando a doação.



Link Relacionado:

https://www.facebook.com/beatriz.langlois

Tweetar