Porto Alegre - Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
2 Usuários On-Line
Bicho de Rua

Toco - O maior cachorro do mundo

A presença de Toco foi o maior presente que Augusto pôde receber na vida.

Envie por e-mail.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:

Envie para um amigo.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:


Digite o nome do seu amigo:
 
Digite o e-mail do seu amigo:

A presença de Toco foi o maior presente que Augusto pôde receber na vida.
"Ontem o céu dos cachorros sorriu, pois recebeu em sua casa o Maior Cachorro do Mundo (e arredores), o Toco, meu velhinho.

Ele partiu em paz, tranquilo, calmo.

Até nisso ele foi perfeito. Me deu todo o tempo do mundo para me despedir, estava com 18 anos 5 meses e 12 dias, e sabendo que esse momento seria inevitável, o fez da melhor forma possível.

O Toco foi o maior presente da minha vida. Meu melhor amigo. Eu não comprei ele. Ele chegou na minha vida por acaso, então acho que eu fui escolhido por ele.
Passamos muitos, mas muitos momentos felizes.

Viajamos "a beça", curtimos muitas praias juntos. Ele sempre estava comigo para qualquer lugar que eu ia. Podia ser na farmácia, na padaria, até mesmo dentro do banco o Toco era conhecido do gerente e podia entrar comigo.

Na verdade, eu nunca me considerei ˜dono" dele. Sempre dizia que era o responsável por ele. Pois ele era do mundo. E sou conhecido como o ˜dono" do Toco, pois ele é muito mais conhecido do que eu. Em todo litoral de Santa Catarina e na praia de Altântida então nem se fala.

Sem dúvida eu me tornei uma pessoa melhor graças ao Toco. Mesmo que por ter me feito muito feliz.
Sei que ele está agora correndo no céu dos cachorros com seus amigos. Brincando com a Dolly, chimi-chimi, buscando bolinhas jogadas por alguns de seus grandes amigos, meu pai, tio Quido, Senador, Leo,....descansando numa grama verdinha ao sopro de uma brisa sob a sombra de uma árvore (que ele já deve ter levantado a pata para marcar território como sua).

Tentei dar a melhor vida que pude para ele, mesmo com as minhas limitações, me arrependo de algumas palmadas que acabou levando, e gostaria que ele me perdoasse por isso. Claro que aquele safado às vezes fez por merecer...(risos). E me deu alguns trabalhos e preocupações. Mas quero que todos saibam que faria tudo de novo. E de novo. Valeu tudo a pena.

Obrigado meu cachorro por existir e fazer parte da minha vida. Tua história será única. Outros bichos virão e irão, mas você será sempre o MAIOR CACHORRO DO MUNDO.

Com amor, teu velho..." (24/01/2015)


Augusto Toigo


Tweetar