Porto Alegre - Domingo, 26 de Maio de 2019
1 Usuário On-Line
Bicho de Rua

Mell, em busca da felicidade

Avistamos ao longe a Mellzinha e paramos o carro carro, pois tínhamos sempre ração ou algum alimento para essas “eventualidades”, e assim poderíamos dar algo para ela comer.

Envie por e-mail.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:

Envie para um amigo.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:


Digite o nome do seu amigo:
 
Digite o e-mail do seu amigo:

Avistamos ao longe a Mellzinha e paramos o carro carro, pois tínhamos sempre ração ou algum alimento para essas “eventualidades”, e assim poderíamos dar algo para ela comer.
A História de Mell começa na BR-290, rodovia que margeia o município de São Gabriel-RS. Pois lá troteava a Mell, perambulando na faixa, muito assustada e mal tratada. Toda suja de lama, além de muitos carrapatos e pulgas a lhe infernizar.

O caso se sucedeu na quarta-feira, última semana de agosto de 2012. Meu marido Marcelo avistou ao longe a Mellzinha e perguntou se eu queria que ele parasse o carro, pois tínhamos sempre ração ou algum alimento dentro do carro para essas “eventualidades”, e assim poderíamos dar algo para ela comer.

Estacionamos o carro e fui até ela caminhando lentamente, pois estava muito assustada, com o rabo entre as pernas. Cada carro que passava na estrada ela tremia de medo. Engoliu toda a comida, alguns restos de churrasco, e ficou abanando o rabo com muita alegria. Percebi que ela tinha um arame amarrado no pescoço com um pedaço de corda suja pendurada e desfiada na ponta.

Aparentemente ela roeu a corda até conseguir se libertar de onde provavelmente estava presa. Apresentava também uma cicatriz no focinho. Depois que ela devorou a comidinha, eu comecei a me afastar, me despedindo e torcendo por ela, uma vez que eu não poderia levá-la, pois já tenho os meus filhotes (cães e gatos), além de diversos “afilhados”. Contudo, dotada de uma percepção fantástica, Mell me seguiu até o carro, me olhou pedindo ajuda e rapidamente pulou para dentro do carro, acomodando-se no tapetinho do chão, com um olhar meigo e triste implorando para ser retirada da estrada, implorando ajuda. Não me restou outra alternartiva senão trazê-la, já que tirá-la dali de dentro não era mais uma opção. Agradecida, permaneceu deitada e silenciosa no seu cantinho, ciente que estava entre amigos.

A partir dali a vida da Mell mudou. Quando chegamos em Porto Alegre, deixei ela na Clínica para fazer uma limpeza geral, por dentro e fora. Tomou banho, livrou-se das pulgas e carrapatos e começou a sua adaptação. Ela é linda, pois além de inteligente é comportada e tem atitudes de Lady. Na sexta-feira, o Dr Paulo, dono da Clinica, atendeu um cliente, que pediu para uma amiga um cachorrinho para ser adotado. No mesmo instante o Dr Paulo lembrou-se da Mell.

Então ela foi levada para ser apresentada à sua nova família, e provavelmente, conhecer o seu novo lar. Foi uma festa! Desde o primeiro instante, a Raquel, que hoje é sua mamãe, se apaixonou por ela. A Mell hoje tem uma mãe maravilhosa, que realmente a ama muito, em um lar onde proteção e carinho, para com os animais são levados a sério.

A Mãe da Raquel, a Jacqueline, agora ganhou uma “netinha”, e também está super feliz, pois com a chegada da Mell tudo ficou mais alegre, e feliz. Por isso decidi escrever esta História: Para todos compartilharem desse momento tão feliz e começarem a pensar sobre animais abandonados, posse responsável e principalmente que um animal abandonado também tem sentimentos, sofre, tem fome, sede e precisa ser tratado com respeito e dignidade!

Parabéns a todos que nesta trilha contribuíram para que a Mell conseguisse encontrar um lar de verdade!

Nota da Redação: Suzana Coccaro, a autora desta história, é Protetora e já salvou dezenas de animais. Não é difícil fazer a diferença, basta abrir o coração para esta possibilidade que a vida se encarrega do resto.


Tweetar