Porto Alegre - Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
1 Usuário On-Line
Bicho de Rua

Patrick, o pitbull salvo pelo amor

Conheça a história de Patrick, um pitbull carinhoso que transformou seu trauma em luta pela vida.

Envie por e-mail.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:

Envie para um amigo.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:


Digite o nome do seu amigo:
 
Digite o e-mail do seu amigo:

Conheça a história de Patrick, um pitbull carinhoso que transformou seu trauma em luta pela vida.
Finais felizes existem, apesar das maldades de algumas pessoas. E o pitbull Patrick é um ótimo exemplo do poder do amor.

A história aconteceu nos Estados Unidos, em 2011, quando um magro pitbull foi descoberto em um saco por trabalhadores no fundo de uma rampa de lixo de 19 andares de altura.

O saco se moveu um pouco e o trabalhador abriu e encontrou o cão perto da morte, imóvel, com cerca de 9 quilos. Ele iria diretamente para um compactador de lixo... Mas foi salvo por pessoas do bem e com bondade no coração.

Assim que foi resgatado, os veterinários colocaram-no em temperatura mais quente - a temperatura intravenosa do cãozinho era tão baixa que nem sequer o termômetro registrava...

Uma vez estabilizado, ele se mudou para Garden State Veterinary Specialists (GSVS) Pet Hospital para cuidados intensivos e contínuos. Em 17 de março, Dia de São Patrício, os funcionários do GSVS decidiram chamá-lo de Patrick.

“Se ele morresse durante a noite, sentíamos que saberia que todo mundo o amava e se preocupava com ele”, disse um membro da equipe.

Segundo reportagem do jornal Daily Mail, o porte raquítico dos tempos de maus-tratos deu lugar a um corpo musculoso de aproximadamente 25 quilos. Patrick passou o último ano num abrigo, recebendo tratamento veterinário.

“Ele é um lutador tremendo”, disse o médico veterinário Thomas Scavelli, que cuidou do cão.

Patrick tem recebido mensagens do mundo inteiro, depois que funcionários do abrigo criaram uma página no Facebook contando sua história. Intitulada “The Patrick Miracle” (O milagre de Patrick), a página já foi curtida por mais de 260 mil pessoas.

A antiga tutora do cão, Kisha Curtis, responde a um processo por “atormentar e torturar” o animal. As acusações podem levar a penas de prisão máximas de 18 meses e uma multa de até 10 mil dólares. Ela também enfrenta duas acusações de abandono, com pena de até seis meses de prisão e multa de 1 mil dólares.

De acordo com as autoridades americanas, Curtis amarrou o cão num corrimão em seu prédio e o deixou por mais de uma semana sem comida. Um faxineiro o encontrou em uma lata de lixo, prestes a ser atingido pelo triturador.

O trauma, porém, não tornou o pitbull agressivo, segundo Patricia Smillie-Scavelli, mulher de Thomas Scavelli.

“Ele realmente é muito amoroso. Prefere sentar em seu colo do que no chão. Ele também dorme na nossa cama, à noite, junto com o gato”, contou.

A recuperação de Patrick foi feita com dieta especial, remédios, fisioterapia, transfusões de sangue e, claro, muito amor e dedicação.



Link Relacionado:

http://www.anda.jor.br/20/09/2012/pitbull-salvo-a-beira-da-morte-comove-os-eua-e-procura-um-novo-lar

Tweetar