Porto Alegre - Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
1 Usuário On-Line
Bicho de Rua

Ceci que virou Cristal que é feliz

Apenas três dias depois do resgate, Ceci já apresentava melhora. É incrível o que só um pouquinho de solidariedade pode fazer por outro ser vivo.

Envie por e-mail.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:

Envie para um amigo.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:


Digite o nome do seu amigo:
 
Digite o e-mail do seu amigo:

Apenas três dias depois do resgate, Ceci já apresentava melhora. É incrível o que só um pouquinho de solidariedade pode fazer por outro ser vivo.
A história da Ceci começa numa noite de sábado chuvosa de fevereiro de 2011 em Cachoeirinha, RS. Eram quase 21h, quando a Protetora Bárbara Colombo ouviu um miado baixinho que vinha da casa de um vizinho. Ela pegou a lanterna e foi ver o que era. Encontrou a cena muito triste de uma gatinha pedindo ajuda no meio de uns escombros. Ela chamou e a pequena subiu no murro. Foi quando Bárbara viu que ela não tinha metade da fuça e tinha perdido um olho. Mas vamos deixar que a Protetora conte essa história.

“Desesperei-me, pois naquele horário quem iria me atender? Mas São Francisco estava olhando pela Ceci. O Dr. Breno, comovido com o sofrimento dessa valente gatinha abriu o consultório naquela noite.

Descobrimos que Ceci tinha cerca de 8 meses. O ferimento provavelmente foi resultado de uma ação (des)humana. Sua família mudou-se e deixou ela, dois outros gatinhos e dois cães na casa vazia. Pouco tempo depois, uma retroescavadeira invadiu o terreno que eles entendiam como seu lar e colocou a construção abaixo. Ceci deve ter se machucado neste momento.



Apenas três dias depois do resgate, Ceci já apresentava melhora. É incrível o que só um pouquinho de solidariedade pode fazer por outro ser vivo. O ferimento estava limpo e nossa menina começou a se alimentar melhor. Uma semana depois ela já ronronava feliz, enquanto se preparava para uma delicada cirurgia de reconstituição da face.

Após a cirurgia e uma impressionante recuperação, o Dr. Breno liberou a paciente para pequenos passeios supervisionados na clínica. Foi aí que Ceci virou uma chantagista profissional. Ela rondava o pessoal e sempre que tinha uma chance...zupt, se atirava no chão pedindo carinho. Dito e feito, virou xodó de todos e passou a ser cercada de mordomias.

E assim se passaram 60 dias...

Ceci em nada lembrava a gatinha assustava que eu tinha resgatado. Ela estava feliz e carinhosa. Mas faltava ainda algo importante: uma família que garantisse amor e segurança. Confesso para vocês que, em virtude da sua deficiência, tinha poucas esperanças em uma adoção rápida. Era uma gata adulta, sofrida e com cicatrizes na alma e no corpo.



Só que São Francisco estava atento e enviou para Ceci uma família muito bacana. No dia 11/04 nossa gatinha foi para casa. Nesse dia ganhou dois manos, um deles também especial como ela.

Para marcar esta segunda chance, Ceci virou Cristal. Um nome que certamente retrata bem a beleza da alma que vive neste animalzinho tão corajoso.

Em breve Cristal será esterilizada com recursos da Operação Mi@u.


Tweetar