Porto Alegre - Sábado, 07 de Dezembro de 2019
1 Usuário On-Line
Bicho de Rua

Quanto vale um casaco de pele?

Vale o preço da vaidade humana que, em alguns casos, não tem limites éticos ou econômicos. Mas podemos lutar contra isso com informação.

Envie por e-mail.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:

Envie para um amigo.

Digite seu nome:
 
Digite seu e-mail:


Digite o nome do seu amigo:
 
Digite o e-mail do seu amigo:

Vale o preço da vaidade humana que, em alguns casos, não tem limites éticos ou econômicos. Mas podemos lutar contra isso com informação.

A moda de transformar animais em casacos é do século XIX. Os vestidos de festa cobriam pouco o corpo das mulheres e eram fracos para enfrentar o inverno europeu.

Para cobrir os ombros, as senhoras da sociedade começaram a usar peles macias de animais como raposas, martas, lebres, chinchilas e visons. As peles eram reluzentes e combinavam com o estilo de tecidos nobres usados naquele tempo.

O hábito de usar peles se consagrou no século XX, o que provocou uma devastação sem precedentes, com muitos animais, entre eles filhotes, sendo mortos até a quase extinção.

Saiba quantas vidas valem um casaco de pele de comprimento médio

125 arminhos
100 a 200 chinchilas
70 martas-zibelinas ( passam em média 3.000 horas na armadilha )
50 martas canadianas ( passam em média 3.000 horas na armadilha )
30 ratos almiscarados ( passam em média 1.500 horas na armadilha )
30 sariguéias
30 a 50 coelhos
27 guaxinins ( passam em média 2.400 horas na armadilha )
14 lontras ( passam em média 1.200 horas na armadilha )
11 raposas douradas (passam em média 2.520 horas na armadilha )
11 linces ( passam em média 1,080 horas na armadilha )
9 castores ( passam em média 225 horas na armadilha )
16 coiotes ( passam em média 960 horas na armadilha )
400 Esquilos



Saiba como as peles são obtidas

Embora a maioria dos animais mortos por sua pele tenham origem de indústrias e fazendas cruéis para obtenção de peles, todos os anos as armadilhas matam 10 milhões de guaxinins, coitotes, lobos, castores, lontras, raposas, chinchilas e muitos outros animais.

Há vários tipos de armadilhas, incluindo as que ficam submersas na água, armadilhas de metal que esmagam o membro do animal, e a mais utilizada é a armadilha que prende a perna do animal ( conhecidas como desumanas ) Este dispositivo simples mas cruel tem sido banido em 88 países e em vários estados dos Estados Unidos ( como Califórnia, Florida Rhode Island, New Jersey, Massachusetts e Washington ).

Quando um animal pisa em uma armadilha de prende a perna, as garras da armadilha se fecham no membro do animal, esmagando-o. O animal irá freneticamente lutar sentindo uma indescritível dor à medida que a armadilha corta e entra em sua carne, geralmente até o osso, mutilando a pata ou perna. Alguns animais, principalmente as mães desesperadas para voltar para seus filhotes, lutam tão vigorosamente que chegam a tentar torcer ou mastigar seu membro perdido para tentar fugir. Esta luta pode durar horas. No final, o animal sucumbe à exaustão e morre.

Se os animais presos em armadilhas não morrem com a perda do sangue, infecção ou gangrena, eles provavelmente serão mortos por caçadores ou predadores. Vitimas das armadilhas submersas na água, incluindo os castores, podem levar até 20 minutos afogando-se.

Já que muitos animais presos são mutilados por seus predadores antes que os responsáveis pelas armadilhas retornem, armadilhas suspensas são normalmente usadas. Esta armadilha funciona como a armadilha que prende a pata ou a perna do animal, só que os animais presos à ela são puxados para cima e ficam pendurados pelo seu membro preso à armadilha até morrerem ou até a chegada da pessoa, que matará o animal se ainda estiver vivo.

Outros tipos de armadilhas para pegar os ursos normalmente esmagam o pescoço do animal, aplicando uma pressão de muitos kilos sobre o animal. Os animais levam de 3 à 8 minutos para morrerem sufocados com esta armadilha.

Armadilhas nem sempre matam

Para aqueles animais que não morrem na armadilha, mais torturas aguardam por eles quando os caçadores de peles retornam. Para evitar estragar a “pele”, os caçadores normalmente batem no animal até que eles morram. A forma mais comum de matar é esmagar a cabeça do animal com um pé e, com o outro, apertar a área peitoral ( bem perto do coração ) por vários minutos, sufocando o animal à morte.

Matar animais é um ato de assassinato motivado por ganância e ignorância.

Você pode desencorajar estes atos cruéis não usando casacos de pele. Muitas pessoas assumem erroneamente que os animais foram mortos de forma humana. Explique a estas pessoas como os animais realmente morrem e que não há forma humana de ser assassinado.

Fontes: Rede TV News em 27/11/09, o www.mundogump.com.br, ogritodobicho.blogspot.com e www.vivaosanimais.com.br

 

Tweetar